Loading...
Inscrição Membro 2018-07-04T15:07:29+00:00

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Para que se possa tornar membro da SPTF, por favor preencha o formulário abaixo e envie-nos para o email associados@sptf.org.pt uma cópia dos seguintes documentos: (1) foto; (2) certificados de habilitações; (3) cédula profissional; (4) cartão cidadão; (5) o comprovativo de pagamento das quotas. O valor anual de quota é de 40€. O pagamento deve ser efectuado por transferência bancária ou depósito na conta da SPTF: Banco Caixa Geral de Depósitos com o NIB 0035 0137 0000 6285 1306 3 IBAN PT50 0035 0137 0000 6285 1306 3 (para transferências internacionais). O pagamento pode ser anual, 40€, ou semestral (janeiro a junho e julho a dezembro), 20€+20€.

Por favor mencione cursos que tenha feito (instituição, nome do curso e ano de conclusão)

PRÓXIMOS EVENTOS

Participe numa das próximas actividades sobre a Terapia da Fala em Portugal

13 Setembro 2019 Bê-á-bá da Escrita Científica

Dina Alves, Terapeuta da Fala e Linguísta, guia-nos numa viagem de simplificação da escrita científica e da análise crítica do conhecimento a partir de redações científicas

25 e 26 outubro 2019 Técnica Vocal com Christina Shewell

Curso desenhado para explorar, na perspetiva teórica e prática, aspetos da produção vocal desafiando o continuum sonoro da avaliação à intervenção

19 Setembro Metodologia de estudo de casos clínicos em Terapia da Fala

Lyndsey Nickels apresenta-nos de uma forma simples e prática uma linha orientadora para a elaboração e redação de estudos de caso. Trata-se de uma formação importante para todos aqueles que baseiam a sua prática clínica na procura de evidência científica e pretendem aprofundar conhecimentos nesta metodologia

Práticas e Competências Científicas dos Terapeutas da Fala em Portugal

Com este estudo, pretendemos: (1) caracterizar as atividades de atividades de investigação desempenhadas por Terapeutas da Fala em Portugal, (2) caracterizar o nível e necessidades de formação, bem como as competências de investigação dos Terapeutas da Fala em Portugal, e (3) identificar barreiras e facilitadores ao desempenho de atividades de investigação por parte de Terapeutas da Fala em Portugal.